Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho 27, 2017

Crescendo

O som abafado de uma batida rítmica vinha do outro cômodo, mas a porta fechada garantia que estivéssemos sozinhas no escuro. Ouvi o som de suas asas de libélula tremendo de desejo, e uma fresta na porta lançava um raio de luz colorida que deixava ver a nuvem formada por sua respiração ofegante.
Me aproximei devagar, encostando uma mão na parede atrás de sua cabeça e a outra em sua cintura.
- Você tem certeza?
Senti seu olhar vagar pelo quarto e ela respondeu com voz trêmula.
- Tenho.
Mesmo que ela não pudesse enxergar, sorri. Tateei seu rosto levemente, como a me guiar pelas mãos, e encontrei onde podia enfiar meus dedos por seus cabelos macios. Com a boca, encontrei sua frágil orelha e escorreguei minha língua por ela, deixando soprar um pouco de respiração. Como previ, isso foi lido como um sinal de desejo. Senti suas pequenas mãos agarrarem minha cintura e me puxarem para mais perto, chocando nossos quadris enquanto seus lábios procuravam os meus.
Deixei escapar uma risada, mas nã…